Todo início do ano se torna uma pequena dor de cabeça para o brasileiro. Além das contas como IPVA e IPTU, outra preocupação, principalmente para quem tem filhos em idade escolar, é a compra de material escolar.

O grande problema é que a compra de material escolar é, muitas vezes, feita sem planejando. O resultado é um rombo no orçamento familiar e na conta bancária.

Com planejamento e paciência, é possível comprar material escolar de qualidade para o seu filho, sem comprometer sua vida financeira.

Como economizar na compra de material escolar?

Quer economizar na compra de material escolar? Confira nossas dez dicas e faça aquela economia necessária no início do ano.

1. Reutilize tudo o que puder

Reciclar materiais em bom estado é o primeiro passo para economizar na compra de material escolar. Por motivos óbvios: se você já tem o suficiente, não é preciso comprar mais.

Mochilas, estojos, lápis, regras e tesouras são exemplos de materiais que podem ser reutilizados. É possível que a criança reclame, afinal, eles adoram ganhar materiais novos. Mas as vezes, sua situação financeira não condiz com os desejos.

Caso tenha filhos em idade próxima, também é possível reaproveitar outros materiais, como livros didáticos. Essa é uma ótima oportunidade de inserir a educação financeira e de conservação em sua casa.

2. Estabeleça metas

Todo ano novo, nós fazemos lista de sonhos e objetivos que queremos conquistar durante o ano. Geralmente, crianças e adolescentes querem um smartphone, uma bola ou um computador novo.

Por isso, mostre para eles como é importante economizar na compra do material para eles mesmos conquistarem suas metas. Este sonho deve ser prioridade para eles, e é importante salientar que o sonho só será alcançado com o dinheiro tirado do material.

3. Faça um grupo com outros pais para compras coletivas

Geralmente, quando compramos em grande quantidade, conseguimos negociar um bom desconto. Por isto, entre em contato com outros pais e os incentive a fazer um grupo para compras coletivas de material escolar.

Há várias lojas que vendem material em atacado, gerando maior economia para todos. Converse com os pais dos colegas do seu filho e o grupo deverá escolher os responsáveis pelas compras.

4. Não siga à risca a lista de materiais fornecidos pela escola

Uma prática ainda comum em escolas, principalmente as privadas, é pedir na lista de materiais escolares itens que serão utilizados pela instituição, não pelo aluno.

A Lei Federal de nº 12.886 veta a instituição escolar cobre por itens que sejam de uso coletivo, como produtos e limpeza e administrativos, como canetas para lousa.

Também é estritamente proibido que a escola peça por marcas especificas. Então, se a escola do seu filho pedir por materiais que não sejam de uso pedagógico exclusivo do aluno, você não precisa comprar. E se ela pedir, está cometendo uma ilegalidade e você pode recorrer no Procon.

5. Não se deixe influenciar pelos desejos dos filhos

A todo momento, crianças e adolescentes são bombardeados com marketing e publicidade. Eles sempre irão querer por materiais com personagens e artistas de sucesso, e estes produtos são consideravelmente mais caros.

Para não ceder a este impulso, converse com as crianças e explique sobre a diferença e utilidade dos materiais. Seja realista com eles e explique a necessidade de economizar dinheiro.

6. Pesquise com antecedência

Todo ano você precisa comprar o material escolar, então não há motivos para deixar a compra para a última hora.

A variação dos preços dos materiais pode ser assustadora, e uma pesquisa do Procon já mostrou que uma borracha apresentou uma variação de 420% no preço de uma loja para outra na mesma cidade.

Há vários buscadores e aplicativos que mostram e mandam alertas para quando os materiais abaixarem de valor. Vale a pena separar um tempo do seu dia para pesquisar e escolher os itens com calma.

7. Considere o custo-benefício

A grande sacada para economizar na compra de material escolar é prezar pelo custo-benefício, e não por aquilo que é mais barato. Por exemplo, uma caneta que custa 5 reais, mas dura pelo menos 6 meses vale mais a pena do que uma caneta que custa 1 real, mas irá durar um mês.

8. Personalize você mesmo o material

Uma forma de economizar na compra de material escolar é aproveitando os tutoriais no YouTube de DIY (do it Yourself) ou “faça você mesmo”. Geralmente, os itens feitos em casa utilizam materiais baratos, como caixas de leite.

Além de reciclar e personalizar o material, é uma ótima atividade para envolver crianças. Há vários tutoriais, como de porta-lápis e cadernos enfeitados, onde você pode colocar o personagem favorito do seu filho, sem gastar uma fortuna por isso.

9. Avalie comprar pela internet

O bom de se planejar com antecedência a compra de material escolar é a possibilidade de comprar pela internet e economizar bastante com isso.

Além de evitar o incomodo de ir em lojas lotadas, nas lojas online você consegue desconto pagando a vista ou parcelar a compra sem acréscimo.

10. Aproveite os cupons de desconto destas lojas

Hoje, a melhor forma de economizar na compra de qualquer coisa, é utilizando os cupons de desconto. Nossa seção especial de cupons e ofertas em material escolar possui descontos em diversas lojas.

Aproveite e confira também cupons para mochila escolar, material de escritório e livros didáticos. Lembrando que várias lojas oferecem frete grátis para compras acima de determinados valores.

Com todas essas dicas e tempo para pesquisar, você terá uma economia significativa e sem comprometer a economia familiar durante o ano. Deixe nos comentários o que você achou do nosso artigo!

Leia também:

Assinar
Notificação
41 Comentários
novos
antigos mais votados
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
PegaDesconto
Left Menu Icon