Está chegando a Black Friday novamente e o comércio estará oferecendo descontos de até 80% em seus mais diversos produtos e serviços. Mas, para aproveitar a experiência ao máximo, o cliente deverá ter atenção redobrada com alguns aspectos, como, má fé de alguns comerciantes, infraestrutura dos sites das lojas ou com seu próprio planejamento financeiro.

BlackFridayarte

Nos tópicos a seguir, vou dar algumas dicas de como comprar com sabedoria e segurança na Black Friday no Brasil. Vamos lá?

1. Cadastre-se nas lojas participantes da Black Friday

A maioria dos sites participantes da Black Friday no Brasil possuem cadastros a serem realizados, nos quais constam as principais informações dos clientes, como nome completo, endereço etc.

Evite deixar para se cadastrar apenas no momento da compra, pois, como é um dia em que os sites são muito procurados, você poderá ter problemas com quedas de conexão ou travamentos durante a operação. Então, se você já estiver cadastrado é um passo a frente, pois bastará efetuar o login e tentar finalizar a compra caso o site da loja venha a enfrentar lentidão. Falaremos um pouco mais disso nos tópicos a seguir.

2. Cuide do seu orçamento

A Black Friday, tanto no Brasil, quanto no mundo, possui um apelo comercial muito forte com seus anúncios e promessas de descontos em vários meios de comunicação. Em função disso, tome muito cuidado para não cair em armadilhas motivado pelo “canto da sereia”, o que acaba te levando a comprar além do previsto ou levar para casa alguns artigos considerados inúteis.

O recomendado é que você faça uma lista de prioridades alguns dias antes das compras e as realize dentro deste limite. Do contrário, uma grande oportunidade de adquirir produtos por um bom preço, pode acabar se tornando um pesadelo na hora de pagar.

3. Compare os preços

Por mais que a Black Friday seja um dos maiores eventos comerciais do ano, o que indica ser uma ótima oportunidade para comprar os mais diferentes artigos, não deixe de comparar preços.

Apesar de ser uma prática natural que o consumidor deve ter, a comparação de preços na Black Friday é algo a ser salientado com certo destaque. Isso se dá em função de muitos sites e lojas anunciarem promoções, mas sem oferecer desconto algum tentando atrair o comprador através apenas da mobilização. Mas, na prática, oferecem preços até maiores do que os de outros vendedores que não entraram na campanha.

4. Não descuide da segurança

As ofertas de grandes descontos podem dar também uma enorme abertura para fraudes e outras práticas que podem induzir o comprador ao erro. Procure comprar de sites confiáveis, que possam ter a sua reputação referendada por sites de reclamações ou até mesmo por depoimento de clientes.

É muito comum, ainda na internet, sites que oferecem mercadorias por valores muito abaixo do mercado, mas só servem para “furtar” valores e informações dos compradores. E Black Friday no Brasil não deve trazer um panorama diferente, tendo em vista que, infelizmente, trata-se de uma grande oportunidade para criminosos. Por isso, segurança é fundamental!

5. Seja rápido

Apesar de a decisão de compra ser algo que precisa ser feito com alguns cuidados, seja com os gastos ou fraudes, assim que se sentir seguro quanto a sua compra não fique enrolando. Os sites no dia da Black Friday tendem a sofrer um congestionamento no tráfego, dificultando as compras.

Desta forma, seja rápido! Esteja preparado para adquirir os produtos o quanto antes ou correrá o risco de não aproveitar está grande oportunidade. Os horários que apresentam a maior quantidade de tráfego estão nas primeiras horas da promoção, ou seja, entre 0h e 2h e, depois, no horário do almoço, entre 12h e 14h. Evite estes períodos!

6. Denuncie

Como já falamos anteriormente, alguns sites e lojas fazem a publicidade afirmando que determinados produtos estão com descontos de até 80%, mas, de acordo com os históricos, muitas vezes não existe ali nenhum tipo de diminuição de preços.

Mas a Black Friday no Brasil este ano tem como propósito tornar o evento um pouco mais sério e com mais credibilidade. Para tanto, os órgãos de defesa do consumidor estarão com uma disponibilidade aumentada, cabendo ao comprador auxiliar na fiscalização.

E você? Pretende comprar na Black Friday? Já tinha a percepção das precauções a serem tomadas? Aproveite os comentários abaixo e converse com a gente a respeito!

Leia também:

Assinar
Notificação
55 Comentários
novos
antigos mais votados
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
PegaDesconto
Left Menu Icon